quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Resenha: Tão Breve Quanto o Agora

                        
            Tão Breve Quanto o Agora
Alvaro Posselt

Ilustrações: Luiza Maciel Nogueira  

O QUE É HAICAI Haicai é um poema de origem japonesa, que chegou ao Brasil no início do século 20 e hoje conta com muitos praticantes e estudiosos brasileiros. No Japão, e na maioria dos países do mundo, é conhecido como haiku. Segundo Harold G. Henderson, em Haiku in English, o haicai clássico japonês obedece a quatro regras: Consiste em 17 sílabas japonesas, divididas em três versos de 5, 7 e 5 sílabas Contém alguma referência à natureza (diferente da natureza humana) Refere-se a um evento particular (ou seja, não é uma generalização) Apresenta tal evento como "acontecendo agora", e não no passado. No transplante do haicai para outros países, algumas das regras anteriores são seguidas com maior ou menor fidelidade, enquanto outras podem ser mesmo ignoradas, dependendo de cada poeta ou da escola seguida. Nestas páginas, tentaremos definir o haicai escrito em português, especialmente a partir do ponto de vista do Grêmio Haicai Ipê, grupo que se reúne desde 1987 para estudar e praticar esta forma poética.   Alvaro Posselt  persegue as imagens como um caçador e sabe, como poucos, deixá-las suficiente livres da configuração formal. Assim, o leitor pode recompor contextos e conteúdos a cada leitura.  O autor, deliberadamente , brinca com as palavras. Ora adentrando pelo campo da ironia,ora colhendo das muitas temáticas um olhar crítico, por exemplo , sobre o impacto das muitas tecnologias...    Um texto que revela o bom humor deste escritor da terra de Paulo Leminski e Alice Ruiz, dois mestre do mais saboroso, original haikai made in Brazil.          Hora que comecei a ler me surpreendi totalmente,  foi uma leitura tão agradável quando menos esperei já estava no final...
Este é o segundo livro de poesia Haikai que leio e para mim, foi grandioso ver  como o haikai se torna maravilhoso a simples coisas que fazemos todos dias no dia a dia, e se passa desapercebido por nós...
Alvaro Posselt com palavras simples, nós leva a um mundo esplendido.
                            A vida é um flash
                            entre quem está parado
                           e quem se mexe
                   
                           
                                                      

     



Lá vem o vento
                                                                              derrubando
                                                                              tudo que invento

   Amara Fernanda

4 comentários:

  1. Amara, adorei seu embasamento para falar sobre o haicai, ainda mais das palavras que usou para retratar o meu livro, uma fortuna para mim.
    Quero agradecer com todas as formas que a palavra agradecimento tenha para transmitir, não só pelo carinho, mas também pela consideração e acolhimento que tive.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico muito que tenha gostado... Sucesso

      Excluir
  2. Meus parabéns, Amara Fernanda, por ter essa visão tão aguçada, crítica e comprometida - como o Alvaro Posselt já comentou - com tão pouca idade. Irá longe, com certeza! Abraço.

    Jeferson Bandeira

    ResponderExcluir